Difusión de la información en procesos de compras públicas sustentables: un estudio desde la perspectiva del análisis de redes sociales

  • Eduardo Souza Seixas Instituto Federal da Bahia - IFBA
  • Renelson Ribeiro Sampaio
  • Luciel Henrique de Olivieira
  • Ângela Xavier de Souza Nolasco
  • Mariângela Terumi Nakane

Resumen

El objetivo de este artículo es estudiar la difusión de la información en el proceso de adquisición sostenible mediante la aplicación de un modelo basado en el Análisis de Redes Sociales (ARS), y por lo tanto contribuir al aumento del volumen de las compras de productos sostenibles de las organizaciones públicas. Este trabajo, basado en los estudios de Hausmann e Hidalgo, propone un modelo conceptual para el uso de la red de afiliados de la compra sostenible. El uso de la red de afiliados en los procesos de compra sostenible genera indicadores, difunde información y proporciona visión sistémica de los procesos de compra de productos sostenibles.

Palabras clave:

Análisis de Redes Sociales, Redes de Afiliación, Difusión de la información, Sostenibilidad, Compras Públicas Sostenibles.

 

 

Biografía del autor/a

Eduardo Souza Seixas, Instituto Federal da Bahia - IFBA

Doutorando em Difusão do Conhecimento (UFBA/IFBA/SENAI/UNEB/UEFS). Mestre em Administração e Comércio Exterior pela Universidade de Extremadura-UEX (2003). Mestre em Gestão e Tecnologia Industrial pelo SENAI-BA (2012). Professor do Instituto Federal da Bahia- IFBA. Pesquisa sobre gestão de operações e logística sustentável.

Renelson Ribeiro Sampaio
Pós-doutorado (2010/11), no Departamento de Sociologia, Universidade de Wisconsin Madison / Ph.D. (1986) na área de Economia da Inovação na Unidade de Pesquisa de Políticas Científicas - SPRU, Universidade de Sussex, Inglaterra. Mestrado (1979) em História e Estudos Sociais da Ciência - Universidade de Sussex, Inglaterra. Professor Associado da Faculdade SENAI CIMATEC - Salvador / BA.
Luciel Henrique de Olivieira
Pós-Doutorado (2007) em Administração, na àrea de Gestão Estratégica da Inovação, pelo Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (instituição do Ministério da Ciência e Tecnologia - Campinas, SP). Doutorado em Administração de Empresas pela EAESP/Fundação Getúlio Vargas - SP (1998), com concentração em Gestão de Operações e Sistemas de Informação. Professor e pesquisador em cursos de pós-graduação na EAESP-FGV, na FACAMP e na UNICAMP - Cursos de Especialização na Escola de Extensão. Professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas).
Ângela Xavier de Souza Nolasco

Estudante de Doutorado em Modelagem Computacional e Tecnologia Industrial pela Faculdade SENAI CIMATEC – PPG-MCTI. Mestre em Gestão e Tecnologia Industrial pela Faculdade SENAI CIMATEC-UFBA–ITA (2012).

Mariângela Terumi Nakane

Estudante de Doutorado em Modelagem Computacional e Tecnologia Industrial pela Faculdade SENAI CIMATEC – PPG-MCTI. Mestre em Engenharia de Alimentos pela Universidade de São Paulo - USP / SP (1993), Universidade de Campinas - Unicamp (1988). 

Citas

Bellen, H. M. (2006). Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa (2ª ed.). Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

Betiol, L. (2012). O gestor e as compras públicas pela sustentabilidade: conceitos e arcabouço jurídico das compras públicas sustentáveis. Conferência Rio+20, Rio de Janeiro. Acesso em: 2 de fevereiro de 2017. Disponível em: http://www.rio20.gov.br

Borgatti, S. P. (2009). 2-Mode Concepts in Social Network Analysis. Encyclopedia of Complexity and System Science. 8279-8291. doi: 10.1007/978-0-387-30440-3_491

Brammer, S. e Walker, H. (2011). Sustainable procurement in the public sector: an international comparative study. International Journal of Operations & Production Management, 31(4), 452-476. doi: 10.1108/01443571111119551

Brasil. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. ICLEI – Governo Local para a Sustentabilidade. (s.d.) Guia de compras públicas sustentáveis para administração federal. Acesso em: 5 de fevereiro de 2017. Disponível em: http://archive.iclei.org/index.php?id=7172

Brasil, Ministério do Meio Ambiente (2014). Plano de ação para produção e consumo sustentáveis – PPCS: Relatório do primeiro ciclo de implementação. Brasília: MMA. ISBN 978-85-7738.

Brasil. Ministério do Planejamento Desenvolvimento e Gestão (2017). Portal eletrônico. Acesso em: 07 de fevereiro de 2017. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/acesso-a-informacao/institucional

Brusco, M. (2011, july). Analysis of two-mode network data using nonnegative matrix factorization. Social Networks, 33(3), 201-210. doi: 10.1016/j.socnet.2011.05.001

Castro, J. K., Freitas, C. L. e Cruz, F. (2014). Licitações sustentáveis: um estudo em instituições federais de ensino superior na região sul do brasil. Revista Metropolitana de Sustentabilidade - RMS, São Paulo, 4(1), 31-51. ISSN: 2318-3233. Acesso em: 02 de maio de 2016. Disponível em: http://www.revistaseletronicas.fmu.br/

Cunha, M. do V. (2013). Redes semânticas baseadas em títulos de artigos científicos. (Dissertação de Mestrado. Faculdade SENAI/CIMATEC, Salvador). Disponível em: http://www.senaicimatec.com.br/dissertacoes_pos/cunha-marcelo-do-vale/

Gil, A. C. (2002). Como elaborar Projetos de Pesquisa (4ª ed.). São Paulo: Atlas.

Gomes. L. F. A. M., Braga, M. J. C. e Ruediger, M .A. (2008). Mundos pequenos, produção acadêmica e grafos de colaboração: um estudo de caso dos Enanpads. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro, 42(1), 133-154. ISSN 0034-7612. Acesso em: 13 de fevereiro de 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rap/v42n1/a07v42n1.pdf

Hegenber, J. T. (2013). As compras públicas sustentáveis no Brasil: um estudo das Universidades Federais. (Dissertação de Mestrado. Universidade Federal Tecnológica do Paraná. Curitiba). Disponível em: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/571/1/CT_PPGPGP_M_Hegenberg,%20Juliana%20Trianoski_2013.pdf

Hidalgo, C. A. e Hausmann, R. (2009, june 30). The building blocks of economic complexity. PNAS, 106(26). 10570–10575. doi: 10.1073/pnas.0900943106

Martins, G. A. e Teóphilo, C. R. (2009). Metodologia da Investigação Científica para ciências sociais aplicadas (2ª ed.). São Paulo: ATLAS.

Nissinen, K. e Parikka-Alhola, H. R. (2009, april 15). Environmental criteria in the public purchases above the EU threshold values by three Nordic countries: 2003 and 2005. Ecological Economics, 68(6), 1838-1849. doi: 10.1016/j.ecolecon.2008.12.005

Pereira, H., Fadigas, I., Senna, V. e Moret, M. (2011, march 15). Semantic networks based on titles of scientifc papers. Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, 390(6), 1192-1197. doi: 10.1016/j.physa.2010.12.001

Sampaio, R. e Silva, R. (2013). Compartilhando Saberes. Em Sampaio, R. R, Souza, R. B. e Silva, R. F. (orgs.). Construção do conhecimento na perspectiva das redes sociais (pp. 27-49). Salvador: EDUNEB/FIEB.

Seuring, S. e Muller, M. (2008, october). From a literature review to a conceptual framework for sustainable supply chain management. Journal of Cleaner Production, 16(15), 1699-1710. doi: 10.1016/j.jclepro.2008.04.020

Tomaél, M. I. e Marteleto, R. M. (2013). Redes sociais de dois modos: aspectos conceituais. Campinas: Transinformação. 25(3). 245-253. ISSN 2318-0889. doi: 10.1590/S0103-37862013000300007

Publicado
2018-01-21