[1]
De PaulaB. H. y HildebrandH. R., Potencial Expressivo nos Jogos Indie e Gamearte: Breve análise dos jogos Flower e Journey, OD, n.º 5, pp. 98-113, sep. 2013.